Make your own free website on Tripod.com
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Os Jogos de Junho


Gonçalves do Amaral


Ele veio de Minas. Para ser mais exato: Campos Altos. Em nossa cidade, pelos estudos, possivelmente pelos intelectuais mineiros que aqui formam uma população de alta qualidade, pelo Correio Popular, onde é redator, e por motivos outros, por certo também dignos de registro, resolveu ancorar. Assim e por isso, Campinas foi privilegiada pelo lançamento do romance Os Jogos de Junho, com merecidas galas. Falamos de Eustáquio Gomes, um jovem romancista, visível responsável por alterações que já se fazem notar no aprimoramento intelectual do jornal. Tendo como background a empolgação do Campeonato Mundial de Futebol de 1970, que dá o mote para a carpintaria, os subtítulos, os cortes bem situados e os flashes da história, Jogos de Junho é um romance bem calibrado, com quadros simples, porém nervosos, onde não há sobras, tudo está bem amarrado. Entre um drible de Pelé e uma tabelinha de Rivelino e Tostão os personagens se agitam em um espaço discreto que o leitor mais atento perceberá ser o de Campinas. Lançamento da José Olympio, com um bico-de-pena de Luís Jardim.

Correio Popular - 21/2/1982