Make your own free website on Tripod.com
 
 
 
 
  Térmica
 

Moça à beira da piscina. 
Estás só.  Um deus
no ar
ameaça desabar.

Quintais e galinhas bêbadas 
do outro lado do muro. 
Frutos conspiram 
no escuro.

Fino azul te envolve o corpo, 
o século agora é silêncio 
em teus cabelos 
suspenso.

Dia vermelho à superfície 
e ao longo do teu cansaço. 
Braço algum a aproximar-se 
de teu braço.

Um louro sol permanece 
na pele nua da água. 
A fugitiva lembrança 
de um outro afago...